pharmedic-pharma2

Cenário de doenças raras no Brasil

Legislação para doenças raras.

Compartilhe essa história

O levantamento “Radar dos Raros” mostra que o desempenho do Congresso Nacional na proteção de pessoas que vivem com doenças raras continua baixo.

De acordo com o estudo, cerca de 62 mil projetos de lei (PL’s) foram apresentados por senadores e deputados de 2000 a 2021, abrangendo todas as áreas de atuação parlamentar.

Cerca de 10% dessas propostas estavam relacionadas ao setor saúde e apenas 0,3% mencionavam doenças raras.

Durante todo o período, apenas oito leis foram aprovadas para beneficiar as pessoas com essas doenças.

A tímida produção parlamentar não corresponde à corrida avassaladora de 13 milhões de brasileiros acometidos por uma das oito mil doenças raras cientificamente catalogadas globalmente, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dos afetados no Brasil, 75% são crianças. Delas, 30% acabam morrendo antes dos cinco anos por falta de diagnóstico precoce e acesso limitado ao tratamento ou terapia adequados.

Interesse parlamentar em doenças raras.

Todos esses dados foram somados aos levantamentos da pesquisa e adicionados ao eBook “Radar dos Raros – o atual cenário das doenças raras no Congresso Nacional”, de autoria do Correio Braziliense, da Associação Crônicos do Dia a Dia (CDD) e da Federação Brasileira das Associações de Doenças Raras (Febrararas).

E os números registrados ali são preocupantes. As instituições esperam contribuir para o avanço do trabalho parlamentar em prol de políticas que acolham e ajudem pessoas com doenças raras e suas famílias.

Doenças raras, como a esclerose múltipla, seguem avançando enquanto pessoas de todo o Brasil lutam para manter sua qualidade de vida.

É preciso flexibilidade no desenvolvimento de políticas públicas que possibilitem diagnóstico precoce, tratamento correto e acesso a medicamentos, tecnologias e centros multidisciplinares.

Existem milhões de pessoas com doenças raras. Se contarmos suas famílias, podemos chegar a 70 milhões de pessoas lidando com esse problema – cerca de 30% da população brasileira.

Nossos representantes precisam entender a importância e a urgência dessa questão. Além dos projetos específicos de doenças, é preciso aprofundar o debate no Congresso. Uma forma de aliviar a necessidade do raro é criar espaços formais para discussões sólidas e, de fato, permanentes.

Mobilizações, desafios e avanços na luta pela saúde das pessoas com doenças raras no Brasil.

Mobilizações, desafios e avanços na luta pela saúde das pessoas com doenças raras no Brasil.

O aumento do número de projetos de doenças raras de 2018 para 2021 é resultado da própria mobilização da sociedade.

As comunidades afetadas são engajadas por meio de associações que dão voz a essas minorias.

O eBook Radar dos Raros servirá de guia para discutir as doenças raras quando o Congresso retomar os trabalhos das comissões.

Há muitos desafios a serem superados para que pacientes raros recebam cuidados adequados. A mobilização necessária para pressionar o poder por políticas públicas é limitada a grupos e não atinge a sociedade como um todo.

É preciso fornecer ao Sistema Único de Saúde (SUS) as condições que atendam às especificidades individuais de cada doença rara para que os pacientes possam ser atendidos de forma eficaz e na velocidade necessária, por equipes preparadas.

Juntos, podemos fazer muito pela vida! O caso da fibrose cística é um grande exemplo:

  1. A fibrose cística foi incluída no teste do pezinho em 2010;
  2. Foi criado o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) pelo Ministério da Saúde;
  3. Foi elaborado o registro brasileiro de fibrose cística (Rebrafc);
  4. Foram definidos os centros de referência específicos para o tratamento;
  5.  E a iniciativa privada apoiou a viabilização de exames de genotipagem a todos os pacientes.

Com engajamento social, pressão aos poderes e interesse do povo, é possível elaborar políticas públicas de saúde estruturadas para todas as doenças raras no SUS.

Baseada em confiança e inovação, a equipe especializada da Pharmedic facilita o acesso de todos por terapias destinadas ao tratamento de doenças raras.

Oferecemos consultoria personalizada na importação e hospedagem de medicamentos e orientamos você sobre as novidades da comunidade rara no Brasil.

Conte com uma rede exclusiva de fornecedores e compre medicamentos especiais para doenças raras no exterior!

Converse com o nosso time agora.

Mais para explorar