O que é Leucemia linfoide aguda? – Pharmedic Pharmaceuticals | Adquira Seu Medicamento Importado

O que é Leucemia linfoide aguda?

24 de outubro de 2018

O que é Leucemia linfoide aguda?
leucemia linfoide aguda (LLA) é considerado uma neoplasia maligna originária de células sanguíneas chamadas linfócitos. A doença é mais comum em crianças, correspondendo a 30% das neoplasias infantis. O pico de incidência ocorre entre os 2 e 5 anos de idade, sendo mais comum em meninos.
Esse câncer hematológico é caracterizado pela multiplicação de células imaturas (blastos) de origem linfoide. O linfócito é um glóbulo branco relacionado com a imunidade adquirida.
“Nas leucemias agudas, a célula do câncer é capaz apenas de se multiplicar, mas não consegue amadurecer. A medula óssea fica cheia dessas células e não consegue mais produzir células normais”, explica o oncologista Sérgio Fortier, especialista da rede de hospitais São Camilo (SP).

Causas
A leucemia linfoide aguda, assim como a maioria das neoplasias malignas, é uma doença que se inicia com a proliferação excessiva das células-tronco da medula óssea (mieloproliferativa) que possui como origem uma mutação uma célula do sangue (célula-tronco que origina as células do sangue).
Essas células são os linfócitos e fazem parte do sistema imunológico, um dos tipos de glóbulos brancos, como explica o oncologista Victor Zia, especialista da Clínica de Oncologia Médica Clinonco. Uma proliferação desordenada destas células faz com que elas infiltrem a medula óssea, ocupando o espaço das células sanguíneas saudáveis e posteriormente entrem na circulação, desencadeando o que chamamos de fase leucêmica.

Fatores de risco
Há poucos fatores de riscos conhecidos para a leucemia linfoide aguda. Podemos citar:

  • Exposição à radiação
  • Infecção por vírus (HTLV-1)
  • Síndrome de Down
  • Neurofibromatose
  • Ser do sexo masculino
  • Ter entre 2 e 5 anos de idade
  • Ter pele clara.

Sintomas de Leucemia linfoide aguda
De acordo com os oncologistas Victor Zia e Sérgio Fortier, os sintomas são:

  • Cansaço
  • Febre
  • Infecções
  • Perda de peso
  • Anemia
  • Dor óssea
  • Falta de ar
  • Formação de hematomas na pele
  • Nódulos causados por inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço, axilas, abdome ou virilha ou ao redor deles.

Os primeiros sinais e sintomas são causados pela infiltração de células leucêmicas na medula óssea, ocupando o espaço das células sanguíneas normais.

A FDA aprova o Erwinase para tratar uma forma de leucemia

A Agência de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA, FDA, aprovou hoje o Erwinase (Asparaginase Erwinia Chrysanthemi) para tratar de pacientes que sofrem de leucemia linfoblástica (linfoide) aguda (LLA), e que desenvolveram uma alergia (hipersensibilidade) à quimioterapia com asparaginase (enzima derivada do Escherichia coli) e pegaspargase, drogas usadas para tratar a LLA.

Segurança e eficácia

A segurança e a eficácia do Erwinase foram avaliadas em um ensaio clínico com 58 pacientes. Dados de segurança adicionais foram coletados a partir do protocolo de tratamento do Erwinaze Master (EMTP), um programa de acesso expandido que inscreveu 843 pacientes participantes. Os pacientes em ambos os estudos não conseguiam continuar recebendo a pegaspargase ou a asparaginase derivada do E. coli devido a reações alérgicas.

 

Medicamento órfão

Erwinase foi designado como um medicamento órfão, que identifica que a doença afeta menos de 200.000 pessoas nos EUA.

Fabricante

Erwinase é fabricado pela EUSA Pharma Inc. de Langhorne, Pa.