França proíbe próteses mamárias que podem causar tipo raro de câncer – Pharmedic Pharmaceuticals | Adquira Seu Medicamento Importado

França proíbe próteses mamárias que podem causar tipo raro de câncer

4 de Abril de 2019

A França vai proibir vários modelos de próteses mamárias suspeitas de causarem um tipo raro e agressivo de câncer, por causa do “perigo” e do “risco” que elas podem significar para as mulheres que as utilizam, afirmou a Agência Nacional de Produtos de Saúde da França (ANSM) numa carta desta quarta-feira (3) aos fabricantes.

A Agência Nacional de Produtos de Saúde da França (ANSM) tomou a decisão “em face do aumento significativo desde 2011 nos casos de linfoma anaplásico de grandes células associado ao uso de implantes mamários“, explicou o fiscal de saúde francês numa carta oficial aos fabricantes, revelada nesta quarta-feira (3) pelo jornal Le Monde e pela Radio France.

Contactada pela agência AFP, a ANSM não quis confirmar a autenticidade do documento. Ela terá que anunciar sua decisão em uma conferência de imprensa na manhã desta quinta-feira (4). Desde 2011, houve 56 casos dessa forma rara mais agressiva de câncer, que é mais frequentemente manifestada por um derrame de fluido ao redor da prótese, entre as 500.000 mulheres com implantes mamários na França. Quase todos os casos envolveram mulheres com próteses texturizadas. Três pacientes morreram.

As próteses visadas pela decisão da ANSM têm uma superfície externa em “macro textura”, isto é, mais áspera, em silicone ou poliuretano. A sua retirada do mercado foi decidida “levando em conta o perigo raro, mas real, que o seu implante é susceptível de constituir”, diz a carta, datada de terça-feira (3) e assinada por Christelle Ratignier-Carbonneil, Diretora-Geral Adjunta da ANSM.

Marcas de próteses proibidas

Entre as próteses proibidas incluem vários modelos do fabricante norte-americano Allergan Biocell type. Essa textura é a principal causa na ocorrência do linfoma anaplásico de grandes células (ACG). Várias queixas foram apresentadas em Paris e Marselha por “deliberadamente colocar em risco a vida de outras pessoas” por mulheres portadoras desse tipo de implante.

Em meados de dezembro, a gigante farmacêutica norte-americana perdeu o selo do governo francês de seus implantes mamários com revestimento texturizado porque não pôde apresentar os dados adicionais solicitados pelo organismo de certificação dentro do prazo estabelecido. Ela então teve que retirar os produtos em questão.

Outros modelos proibidos são fabricados pelas marcas Arion, Sebbin, Nagor, Eurosilicone e Polytech.

 

http://br.rfi.fr/franca/20190403-franca-proibe-protese-mamaria-que-pode-causar-tipo-raro-de-cancer